As postagens deste blog possuem apenas caráter informativo.

Parkinson, saúde, atividade física, alimentação, pesquisas, qualidade de vida, com textos e vídeos.

Nosso corpo tem Parkinson, nossa alma não!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

A PRÁTICA ESPORTIVA PARA MULHERES COM CÂNCER DE MAMA


 Melhor Amiga

 A maioria das mulheres  desconhece seus direitos quando estão em tratamento do Câncer de Mama ou já superaram essa etapa. Mas, sem dificuldades, elas podem viabilizar esses benefícios. Quem afirma é Valéria Baraccat GYY, presidente do Instituto Arte de Viver Bem, que promove ações de divulgação da doença, com dicas para realizar o tratamento com qualidade de vida.
Valéria realizou no mês de Outubro, o lançamento do terceiro fascículo da Cartilha sobre o Câncer de Mama em hospitais públicos e privados do Estado de São Paulo. Na cartilha intitulada “A atividade física e as leis como suas grandes aliadas”, os leitores terão informações, de uma forma clara e objetiva, sobre a prática de esportes durante e após o tratamento, além de um passo a passo que mostra quais são os direitos das mulheres.
DIREITOS
No capítulo “O tratamento e os direitos assegurados pela Constituição”, Valéria destaca que toda paciente com Câncer de Mama tem direitos assegurados por lei, mas muitas delas desconhecem. Eles vão desde transporte público gratuito, isenção de impostos (imposto de renda, compra de carro zero), financiamento imobiliário, auxílio doença, até benefícios nos planos de Saúde, de Previdência Privada e no Seguro de Vida.
Esse conteúdo foi disponibilizado na Cartilha com o objetivo de orientar as mulheres, facilitando a busca por seus direitos.
PRÁTICA ESPORTIVA
A atividade física é fundamental no tratamento do Câncer de Mama. Em um dos itens da Cartilha, há os principais fatores que justificam essa tese: estímulo à produção de endorfina e serotonina, que são responsáveis pela sensação de felicidade, prazer e bem-estar; ajuda a evitar a fibrose e o linfedema (inchaço); entre outros. Tudo isso, é claro, com a supervisão de um especialista, que orientará a praticante para que ela realize os exercícios da maneira correta e obtenha bons resultados.
Destaque ainda para o depoimento do jogador de vôlei Giba, do clube Pinheiros e da seleção brasileira. Ele cita os desafios que superou em sua vida, desde os quatro meses de idade, quando se curou de uma leucemia. Giba reforça a ideia de que a atividade física é essencial para que as pacientes tenham qualidade de vida durante o tratamento do Câncer de Mama.

2 comentários:

  1. Onde posso conseguir este material? Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Andrea,

    visite o link

    http://www.artedeviverbem.com.br/ec_campanhas.php

    boa sorte. *TT

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita!