As postagens deste blog possuem apenas caráter informativo.

Parkinson, saúde, atividade física, alimentação, pesquisas, qualidade de vida, com textos e vídeos.

Nosso corpo tem Parkinson, nossa alma não!

quarta-feira, 4 de julho de 2012

DISFAGIA – DIFICULDADES PARA ENGOLIR


Disfagia: dificuldade em engolir [parte 1]
Pensar em engolir parece para muitos um ato fácil que ocorre de forma simples, mas ao contrário disso a deglutição é resultante de um complexo mecanismo onde músculos e nervos encefálicos estão trabalhando juntos para que o alimento que colocamos na boca consiga chegar até o estômago sem nenhuma intercorrência. Quando todo este mecanismo encontra-se alterado, teremos a disfagia, que é definida como uma dificuldade em engolir sólidos, líquidos e até mesmo saliva.
A disfagia pode ocorrer por diversas doenças tais como: AVC, Mal de Alzheimer, Parkinson, Distrofia Muscular, Traumatismos Cranianos, câncer de cabeça e pescoço, tumores cerebrais, Paralisia Cerebral, Distrofia muscular, envelhecimento das estruturas envolvidas na deglutição (lábios, língua, bochechas, etc.) próteses dentárias mal adaptadas, longos períodos de entubação dentre outras. E não escolhe sexo nem idade acometendo desde crianças a idosos.
Geralmente a pessoa que está disfagica relata dificuldades para engolir, como se o alimento estivesse parado na garganta. Além desta queixa também pode apresentar engasgos freqüentes, tosses após engolir algo ou pouco tempo depois, regurgitação nasal de alimentos, dificuldade de mastigação e pigarros. Outros sintomas comuns e muitas vezes resultantes da disfagia são a desidratação, perda de peso e até pneumonia. É por esses motivos e também para manter uma boa qualidade de vida que o indivíduo que tiver alguma das queixas citadas acima deve procurar um auxilio multidisciplinar envolvendo médicos, enfermeiros, nutricionistas e fundamentalmente o fonoaudiólogo que é o profissional indicado para realizar o diagnóstico, prognóstico e reabilitação do caso, evitando complicações e adaptando as mudanças necessárias.
Fga. Maiara Bianchi - CRFa. 17.643
Email: maiaracbianchi@hotmail.com
Cel: 9701- 4358


Disfagia: dificuldade em engolir [parte 2]
A dificuldade em engolir os alimentos é uma alteração natural da maioridade devido ao relaxamento e discordenação dos músculos envolvidos na deglutição, que provoca num primeiro momento constrangimento e dor.
Para evitar a desnutrição e engasgamentos consecutivos que podem por em risco a vida do doente (em geral idosos ou portador de alguma enfermidade degenerativa) a alimentação deve ser adaptada.
Na preparação desta dieta, os alimentos sólidos devem ser triturados, acrescentando-se líquido para alcançar a concistência de puré, e coados após triturar. Alimentos frios como iogurte, gelados ou batidos, podem aliviar a dor ao deglutir.
Se o doente não tem muito apetite, se recomenda que o almoço e o jantar sejaum prato único que contenha carne, peixe ou ovos, e vegetais pra que com um só volume pequeno se ofereça todos os nutrientes básicos e variados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita!